Bairros de Salvador começam a entrar em lockdown no sábado (9)

1
169
Isolamento obrigatório pode ser estendido para toda a cidade nos próximos dias

O isolamento obrigatório dos moradores por conta da pandemia do novo coronavírus, o chamado lockdown, vai acontecer em Salvador de forma parcelada. A partir de sábado (9), algumas regiões da cidade serão interditadas pela prefeitura e bairros inteiros podem ser isolados. O objetivo é frear o avanço da contaminação e retardar ao máximo a saturação dos leitos, prevista para acontecer em 20 de maio.

O anuncio do isolamento obrigatório em alguns bairros de Salvador foi feito na manhã desta quarta-feira (6), pelo prefeito ACM Neto, durante a inauguração de um posto de distribuição de alimentos, em Itapuã. O gestor frisou que o lockdown na cidade toda depende do apoio do governo do estado para acontecer e que essa hipótese já está sendo discutida. A ideia é que a ação por bairro sirva de termômetro para decidir os próximos passos.

“O lockdown total foi tratado como uma hipótese durante reunião entre a prefeitura e o governo do estado na segunda-feira (4). No entanto, o diálogo vem acontecendo diariamente e, se for preciso, vamos adotar as medidas necessárias. Vamos observar o comportamento das pessoas durante o isolamento que faremos de algumas áreas da cidade, a partir de sábado, e então analisar se haverá a necessidade de estender a ação para toda a cidade”, afirmou.

ACM Neto disse que o planejamento para o lockdown parcial será finalizado nesta quarta-feira e que, por isso, os locais que terão interdição ainda não foram informados. A lista das regiões e ações que serão desenvolvidas será divulgada nesta quinta-feira (7). Ele adiantou que serão fechadas ruas e avenidas, e que algumas atividades serão suspensas nessas localidades.

O transporte público também passará por alterações porque houve um aumento no número de passageiros na última semana. Antes, apenas 28% dos usuários estavam usando o sistema, mas esse número saltou para 35% nos últimos dias. A maior circulação de pessoas justamente quando o vírus está mais ativo na cidade preocupa as autoridades.

O vice-prefeito, Bruno Reis, atualizou os números. Até a manhã desta quarta, Salvador estava com 128 leitos de UTI e 238 leitos clínicos ocupados. Juntos, município, estado e rede privada oferecem 489 acomodações de UTI e 444 clínicas. Até a manhã desta quarta, havia 2.599 casos confirmados do novo coronavírus apenas em Salvador. Em toda a Bahia, são 4.247 pacientes.

Segundo as previsões, se a taxa de contaminação continuar em 7%, a partir do dia 14 não haverá mais leitos clínicos disponíveis, e em 20 de maio acabam os de UTI. O pico da crise vai se estender até 23 de junho, quando a curva de contaminação finalmente vai começar a baixar.

“É impressionante a precisão dos dados. Os números de casos confirmados e de óbitos estão se confirmando dia a dia com as projeções. Agora, mais do que nunca, é preciso que a população siga as recomendações de ficar em casa, usar máscaras, e fazer uso do álcool gel. A máscara tem que fazer parte do nosso vestuário, além do distanciamento para evitar a contaminação. Precisamos que a população faça a sua parte”, afirmou Bruno Reis.

A Pituba é o bairro com o maior número de infectados em Salvador até o momento. Na segunda-feira (4), a Secretaria Municipal da Saúde divulgou a lista das regiões mais afetadas da cidade. Na Pituba são 65 casos confirmados, sendo seguida por Brotas (52), Patamares (37), Bonfim (31), Federação (29), Liberdade (25), Engenho Velho de Brotas (24), Imbuí (24), e Uruguai (24). Em bairros populares o movimento de pessoas nas ruas é maior e isso também tem chamado à atenção das autoridades.

Enquanto aguardava para pegar a refeição que estava sendo entregue no centro de distribuição, em Itapuã, a diarista Ivonete Lima, 46 anos, disse que está preocupada com a pandemia. “Primeiro, estou com medo de pegar a doença e passar para meus pais, que são idosos ou para minha neta que é um bebê. Depois, estou com medo de não conseguir trabalho logo e aí não sei com vai ser. São seis bocas para alimentar”, disse.

 

Fonte: Correio 24 horas

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here